Motoristas de ônibus aprovam reajuste e frota voltará a circular nesta terça (12)

Por unanimidade, os motoristas e cobradores de ônibus aprovaram na noite desta segunda-feira (11) a proposta de reajuste salarial apresentada pelos empresários e mediado pela prefeitura de Teresina.

 

Após várias reuniões, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) aprovaram aumento do salário do motorista de R$ 1.941 para R$ 2 mil. Pelo acordo, o vencimento do cobrador será de R$ 1.231 e dos fiscais R$ 1.325. Já o plano de saúde ficou de R$ 60 e o vale refeição de R$ 170

 

Na tarde desta segunda, ocorreu uma nova rodada de negociação com a participação de representantes da prefeitura de Teresina. Estavam presentes, o procurador-geral do município, Aurélio Lobão, o secretário de Governo, André Lopes e representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) e do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), com o objetivo de por fim à greve dos ônibus que já dura 21 dias em Teresina.

Foto: Renato Andrade

 

O presidente do Sintetro Francisco Cardoso  informou que a categoria só voltará ao trabalho após a assinatura da convenção que ocorrerá amanhã (12) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A previsão é que a convenção será assinada ainda na noite de hoje.

“Com assinatura da convenção, a categoria volta imediatamente e não vai mais ganhar R$ 300 ou R$ 800 por mês, mas um salário fixo. Não é o salário que queríamos, mas é um avanço”, disse Cardoso.

Ele explicou que na convenção trabalhista fica estabelecido a carga horária e banco de hora extra. Uma vitória, segundo Cardoso, foi tirar a cláusula de demissão de 20% dos cobradores.

“Pedimos desculpas a população. A culpa não é nossa. O salário ficou aquém, mas ano que vem a gente luta por mais conquistas”, disse.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

 

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here