Diário Oficial do Piauí registra farra de nomeações; veja relação de nomeados

03/05/2021 05:24 em Geral

Inúmeros políticos da capital e interior que foram derrotados em 2020 estão sendo acomodados em cargos do Executivo estadual.

PUBLICIDADE

Gil Carlos, ex-prefeito de São João do Piauí, quando presidente da APPM

Nos últimos dias de abril deste ano, o Diário Oficial do Estado registrou um verdadeiro festival de nomeações de políticos governistas que foram derrotados, nas eleições de 2020, para cargos comissionados em diversas secretarias, sendo que a maioria deles pertence ao PT. Tudo indica que é o famoso ProPiauí em ação, já que o principal nomeado, em meio a tantas, será coordenador do “projeto”.

O grande volume de nomeações do período coincide com intensa movimentação de políticos do interior, na capital, especialmente em direção ao escritório mantido pelo governador em sua residência oficial, no condomínio de luxo Mirante do Lago, onde aluga a própria mansão para o Executivo estadual, e também no contato com o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, possível candidato petista ao pleito de 2022 e coordenador do programa Pro-Piauí, que tem toda cara de eleitoreiro.

Mas não são apenas os políticos do interior que constam da extensa relação de novos agraciados do governo. Muitos deles também disputaram as eleições em Teresina. Há também diversos que concorreram em Paes Landim, terra natal do governador, onde ele perdeu ruidosamente a prefeitura para o candidato da oposição. Um deles é Gil Carlos Modesto Alves, ex-prefeito entre 2013/2020, nomeado para exercer o cargo em comissão, de Coordenador ProPiauí, símbolo DAS-2, da Secretaria de Governo, com efeitos a partir de 30 de abril de 2021. Foi exatamente o caso dele que nos chamou a atenção para aprofundarmos essa reportagem, haja vista que sua nomeação, devidamente publicada no Diário Oficial do Estado de 30 de abril do ano em curso, circulou nas redes sociais e recebeu, de pronto, uma saraivada de críticas. Gil Carlos não é caso único. Como ele, existem inúmeros políticos que foram agraciados com contracheques do governo para uma missão bem específica e que todos conhecemos muito bem, haja vista a proximidade do pleito eleitoral de 2022.

O chefe do Executivo teve de acomodar vários dos seus familiares e partidários que disputaram mandatos de vereador em Paes Landim e foram negligenciados pelos eleitores. Um deles é José Francisco Ernesto Dias, candidato pelo PT e que se apresenta como Irmão Zé de Elpídio. Obteve apenas 99 votos e agora vai exercer cargo de Coordenador de Apoio Técnico, símbolo DAS-2, da Secretaria de Administração e Previdência.

Manoel Lito Dias Carneiro concorreu à Câmara de Paes Landim pelo PT. Ele é servidor da prefeitura daquele município na condição de vigia. Vai ser assessor Técnico I, símbolo DAS-2, da Secretaria de Administração e Previdência, com efeitos a partir de 1° de janeiro de 2021.

Notório é o caso do candidato a vereador Ivan Lima e Silva, conhecido como Ivan do Valle, membro do PT e que obteve 193 votos em 2020. Ele exibe com orgulho o diploma de suplente. E, agora, a nomeação do DOE/PI como coordenador de Apoio Técnico, símbolo DAS-2, da Secretaria de Administração e Previdência.

Ivan do Valle respondeu a processo na campanha eleitoral por propaganda irregular, ajuizada pela coligação liderada por PP/PSDB/MDB/PSL, vitoriosa na chapa majoritária. O candidato foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil.

Leilane dos Santos Carvalho se apresentou na campanha como Leila Carvalho, concorrendo pelo PT. Alguns a chamavam também de “Leilinha do PT”. Conquistou 32 votos e foi nomeada coordenadora de Apoio Técnico, símbolo DAS-2, da Secretaria de Administração e Previdência. O ex-candidato a vereador Marcilio Kalson Almeida Oliveira, também conhecido como Professor Marcilio ou Dr. Marcilio, disputou em 2016 em Nossa Senhora dos Remédios pelo PRTB. Na época teve 89 votos. De lá para cá mantém profunda afinidade com o esquema do governador. Agora, foi nomeado Gerente de Apoio Técnico, símbolo DAS-3, da Secretaria de Infraestrutura.

Notória também a nomeação de Paulo Roberto de Araújo Barros Filho para o cargo de Coordenador Especial de Convênios, símbolo DAS-2, da Secretaria de Educação, com efeitos a partir de 1° de maio de 2021. Na capital, temos ainda a nomeação de Marcos Aurélio Alves Monteiro. Ele será Coordenador de Apoio Técnico, símbolo DAS-2, da Secretaria de Governo. Trata-se de Marquim Monteiro, filho do falecido ex-deputado Fernando Monteiro, e que obteve 1.747 votos pelo MDB. Outro nome da política da capital que recebeu nomeação recentemente foi Isadora Magalda Morais Cortez, a Isadora do PCdoB, ou Magal Comunista, como também é conhecida, e que recebeu 1.640 votos nas eleições do ano passado. Ela será Gerente de Apoio Institucional, símbolo DAS-3, da Secretaria de Governo.

Com informação: Trnoticia.com.br/ Rádio  Fone FM.

 

 

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here